PHPGWS


Análise de Sistemas
Banco de Dados
Computação Gráfica
Diversos
Internet
Lógica
Programação
Redes
Computação
Informática Básica
FrameWorks
Produtos
Produtos

Pesquisar
PHP-GENERATOR

DECLARAÇÃO DE DOCTYPE EM PÁGINAS HTML

Entenda de forma clara e objetiva o uso do DOCTYPE

DECLARAÇÃO DE DOCTYPE EM PÁGINAS HTML

A internet está em constante evolução. A cada ano surgem inovações nas linguagens para Web e no Jeito de programar, valendo destacar que com as diferentes versões da linguagem HTML, em especial o HTML5, e com o surgimento de novas linguagens como CSS, surgiram também novas declarações, como por exemplo, o DOCTYPE, usado para informar ao navegador a versão do HTML ou XHTML usada para fazer a página.

Se for omitido o DOCTYPE, ou um inválido for especificado, o navegador vai renderizar a página em “Quirks Mode”, ou seja, o navegador entenderá que você escreveu seu HTML na forma antiga. O DOCTYPE pode ser Strict, Transitional, Frameset. As diferenças entre eles são:

  • Strict: quer dizer que o código está seguindo a risca os padrões, sem nenhum tipo de erro de validação;
  • Transitional: quer dizer que o código está fazendo uma transição de uma forma antiga de marcação para uma mais moderna;
  • Frameset: quer dizer que o código usa frames.

Observação: XML (eXtensible Markup Language) é uma recomendação da W3C (organização mundial que padroniza formas de desenvolvimento para a WEB) para gerar linguagens de marcação para necessidades especiais, portanto, XHTML refere-se a criação de páginas HTML que adotam essas regras.

Exemplos de como declarar o DOCTYPE no início de uma página HTML:

HTML 4.01 Strict
<!DOCTYPE HTML PUBLIC "-//W3C//DTD HTML 4.01//EN" "http://www.w3.org/TR/html4/strict.dtd">

HTML 4.01 Transitional
<!DOCTYPE HTML PUBLIC "-//W3C//DTD HTML 4.01 Transitional//EN" "http://www.w3.org/TR/html4/loose.dtd">

HTML 4.01 Frameset
<!DOCTYPE HTML PUBLIC "-//W3C//DTD HTML 4.01 Frameset//EN" "http://www.w3.org/TR/html4/frameset.dtd">

XHTML 1.0 Strict
<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Strict//EN" "http://www.w3.org/TR/xhtml1/DTD/xhtml1-strict.dtd">

XHTML 1.0 Transitional
<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Transitional//EN" "http://www.w3.org/TR/xhtml1/DTD/xhtml1-transitional.dtd">

XHTML 1.0 Frameset
<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Frameset//EN" "http://www.w3.org/TR/xhtml1/DTD/xhtml1-frameset.dtd">

XHTML 1.1 DTD
<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.1//EN"  "http://www.w3.org/TR/xhtml11/DTD/xhtml11.dtd">

ATIVIDADES

1) O que é e para que serve o DOCTYPE?
2) Qual a diferença entre DOCTYPE strict e transitional?
3) O que vem a ser o modo de renderização Quirks Mode?
4) O que ocorre quando o desenvolvedor não especifica o DOCTYPE?
5) O que é XML?
6) O que é XHTML?

Prof. Roni Márcio Fais.
Artigo redigido em 27/02/2017
Direitos reservados a www.rmfais.com.


WebMaster: PROFESSOR RONI MARCIO FAIS
Formação: Bacharel em Ciência da Computação e Especialista em Administração, Supervisão e Orientação Educacional
E-mail: rmfais@yahoo.com.br


Artigos


Análise Orientada a Objeto

Todo objeto é um corpo mas nem todo corpo é um objeto.

Informática Instrumental: Modelo de Requerimento

Quem não se movimenta, não sente as correntes que o prendem. (Rosa Luxemburgo)

Criação de páginas de Internet com HTML.

Introdução a linguagem HTML (Linguagem de Marcação de Hippertexto)

TECLAS DE ATALHO PARA O OFFICE DO WINDOWS E LIBRE OFFICE DO LINUX

Ser estudioso é o maior ato de rebeldia contra um sistema que explora os menos favorecidos.