Análise de Sistemas
Banco de Dados
Computação Gráfica
Diversos
Internet
Lógica
Programação
Redes
Computação
Informática Básica
FrameWorks
Matemática
Cadastre-se
ESTUDO DE ALGORITMOS - PARTE 01 - ENTRADA E SAÍDA DE DADOS

PHP-GENERATOR

ESTUDO DE ALGORITMOS - PARTE 01 - ENTRADA E SAÍDA DE DADOS

ESTUDO DE ALGORITMOS – PARTE 01 – ENTRADA E SAÍDA DE DADOS


Algoritmo é um conjunto lógico de instruções que possibilita a execução de uma tarefa ou resolução de um problema.


Os seres humanos, inconscientemente, executam algoritmos a todo momento, no passa a passo para realização de um trabalho, confecção de um bolo, programação de um lazer, etc.


O processamento de dados realizado por um computador, também nada mais é do que a execução sistemática de um algoritmo, considerando que os programas escritos em alguma linguagem de programação não passam de conjuntos lógicos de instruções.


Conhecer a lógica de um algoritmo é o primeiro passo para se tornar um programador e, para isso, não é necessário saber nenhuma linguagem de programação, pois algoritmos também são conhecidos como “pseudocódigos” por poderem ser escritos na língua nativa de cada pessoa.


Através do estudo de algoritmos é possível entender os principais elementos de um programa de computador como:


a) Variáveis


Espaços de memória reservados pelo programador, no início do algoritmo, por meio de identificadores (palavras que não contenham caracteres especiais, cedilha ou acento), no caso do identificador ser uma palavra composta, não deve ser utilizado espaço em branco, ao invés disso, deve se utilizar o símbolo “_” (underline). Tais espaços de memória recebem o nome de variáveis porque seu conteúdo pode mudar a cada nova execução do programa. No estudo de algoritmos costuma-se utilizar a simbologia “<-”(recebe), para se atribuir conteúdo a uma variável. Exemplo: media <- (nota1 + nota2) / 2;


Em um algoritmo, as variáveis podem ser predefinidas como sendo de vários tipos, dentre os quais vale destacar os seguintes:


  • Numérico: espaço de memória apenas para números

  • Alfabético: espaço de memória reservado para letras;

  • Alfanumérico: espaço de memória reservado para letras, números e demais caracteres;


Em muitas linguagens de programação, como PHP, por exemplo, não é necessário fazer definição de variáveis no início do programa e nem especificar o seu tipo, pois elas podem ser definidas em qualquer parte do programa e assumem um tipo de acordo com o conteúdo que recebem.


b) Constantes


Elementos imutáveis em um programa, que conservam sempre o mesmo valor a cada nova execução. A exemplo das variáveis, também podem ser de vários tipos como: numérico, alfabético, alfanumérico, etc.


c) Comandos para entrada de dados


Comandos utilizados para receber dados fornecidos pelo usuário e guardá-los em variáveis.


d) Comandos para saída de dados


Comandos que exibem mensagens e conteúdos de variáveis para o usuário de um programa. As mensagens são exibidas obrigatoriamente entre aspas e as variáveis fora de aspas. Muitas linguagens utilizam também o símbolo apóstrofo para exibição de mensagens. No caso de PHP existe a possibilidade de se exibir tanto as mensagens quando as variáveis dentro de aspas, pois antes de cada variável PHP é utilizado o simbolo “$”, que a distingue do resto da mensagem.


Exemplo de algoritmo com entrada e saída de dados


Para exemplificação do que é um algoritmo e de como fazer uso dos principais elementos de um programa de computador, considere um programa simples que realize a seguinte tarefa:


  • solicite ao usuário a digitação de duas notas;

  • calcule e mostre a média entre essas notas;

O algoritmo deste programa programa pode ser descrito da seguinte forma:


01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

algoritmo media;


declare var_nota1, var_nota2, var_media:numero;


inicio-algoritmo;

escreva("primeira nota:");

leia(var_nota1);

escreva(" segunda nota.:");

leia(var_nota2);

var_media <- (var_nota1 + var_nota2) / 2;

escreva("media = ", var_media);

fim-algoritmo.


Um algoritmo simples, mas que apresenta elementos de entrada, processamento, saída e armazenamento de dados, que representam a constituição básica de um programa de computador.


Com isso, tem-se um conjunto lógico de instruções, cujo objetivo seria chegar ao seguinte resultado:


primeira nota: 75

segunda nota: 85


Média = 80



EXPLICAÇÃO DAS LINHAS DO ALGORITMO


  • Linha 01: o algoritmo recebe um nome. O mesmo ocorre na maioria das linguagens de programação, começa-se dando um nome ao programa que será montado.

  • Linha 03: são declaradas as variáveis do algoritmo, espaços de memórias reservados para armazenamento de dados, respectivamente, à digitação das notas e cálculo da média;

  • Linha 05: demarcação do início do algoritmo. A maioria das linguagens de programação também possuem um comando específico ou símbolo para fazer esse tipo de demarcação;

  • Linha 06: comando para saída de dados “escreva”, que exibe a mensagem “primeira nota:”;

  • Linha 07: comando para entrada de dados “leia”, que possibilita ao usuário digitar a primeira nota para ser armazenada em um espaço de memória nominado “var_nota1”;

  • Linha 08: comando para saída de dados “escreva”, que exibe a mensagem “segunda nota.:”;

  • Linha 09: comando para entrada de dados “leia”, que possibilita ao usuário digitar a segunda nota para ser armazenada em um espaço de memória nominado “var_nota2”;

  • Linha 10: instrução aritmética para processamento de dados, onde o espaço de memória nominado “var_media”, recebe(<-) o valor digitado para a primeira nota, mais o valor digitado para a segunda nota, dividido por dois, com isso passa a conter o resultado da média;

  • Linha 12: finalização do algoritmo;



ATIVIDADES


  1. Faça adaptações no algoritmo “media” para que seja calculado a média entre quatro notas.

  2. Monte um algoritmo que solicite ao usuário um capital, um juros, um tempo e mostre a taxa percentual utilizada, sabendo que: taxa <- (juros * 100) / (capital * tempo).

  3. Monte um algoritmo que solicite ao usuário um juros, uma taxa percentual, um tempo e mostre o capital, sabendo que: capital <- (juros * 100 / tempo) / taxa.

  4. Monte um algoritmo que solicite ao usuário um capital, um taxa percentual, um juros e mostre quantos meses esse capital levaria para render o juros digitado, sabendo que: tempo <- juros / (capital * taxa / 100).

  5. Monte um algoritmo que calcule a área de um quadrado, sabendo que: area <- lado * lado.

  6. Monte um algoritmo que calcule a área de um retângulo, sabendo que: area <- lado1 * lado2.

  7. Monte um algoritmo que calcule a área de um triângulo, sabendo que: area <- base * altura / 2.

  8. Monte um algoritmo que calcule a área de um círculo, sabendo que: area <- 3.14 * raio * raio.


WebMaster: PROFESSOR RONI MARCIO FAIS
Formação: Bacharel em Ciência da Computação e Especialista em Administração, Supervisão e Orientação Educacional
E-mail: rmfais@yahoo.com.br


Artigos



Criação de APP online

CONVERSÃO DE FRAÇÃO EM PORCENTAGEM

Fração centesimal = x/100.

AULA DE EXCEL 004 – CONTROLE DE CAIXA

Um controle simples e funcional.

Como encontrar um determinado valor sabendo a taxa e a porcentagem

Vamos a resolução um problema bem ligado ao cotidiano

MATEMÁTICA: ESTUDO DE FUNÇÃO - PARTE 03 – CLASSIFICAÇÃO DE FUNÇÃO

Uma função pode pode receber diferentes tipos de classificação.